Parceria oferece ao mercado de publicidade audiências exclusivas e grande capacidade de segmentação

A TransUnion, companhia global de soluções de informação presente no Brasil desde 2012, anunciou parceria com o Global Data Bank (GDB), uma das maiores plataformas de coleta, organização e ativação de dados digitais da América Latina, para disponibilizar dados exclusivos da TransUnion ao mercado de mídia programática no Brasil.

O objetivo da parceria é combinar a cobertura e acuracidade dos dados alternativos da TransUnion à capacidade de distribuição de audiências do GDB no ecossistema digital.

Com a solução de Audiências Digitais da TransUnion os anunciantes ganham novas opções de segmentação. Isso possibilita um melhor direcionamento de campanhas aos públicos mais adequados, através das principais plataformas de mídia programática.

A oferta, já presente em outras regiões do mundo, abre uma nova frente de atuação para a TransUnion no País. “Nosso objetivo é colocar à disposição do mercado publicitário no Brasil toda a inteligência analítica e qualidade de dados que a TU já oferece a clientes de diversos segmentos, criando novas capacidades de segmentação que vão muito além do comportamento de navegação online”, afirma Cláudio Pasqualin, Diretor de Produtos e Soluções da TransUnion Brasil.

Por outro lado, o GDB passa a contar com um parceiro sólido e renomado, aportando escala e expertise em verificação de dados, ajudando a diversificar e diferenciar sua atuação.

De acordo com Marcelo Pincherle, Diretor do GDB, a união das duas empresas consolida uma solução de vanguarda. “Os grandes anunciantes ganharão maior precisão em suas campanhas de mídia programática, tendo acesso a novos segmentos de dados anonimizados que trazem sofisticação de segmentação e inteligência analítica.”

As Audiência Digitais TransUnion trazem uma série de qualificadores demográficos, geográficos e econômicos para segmentação de audiências, com foco tanto em consumidores quanto empresas, e já estão disponíveis nas principais DSPs (Demand Side Platforms) do mercado.

“Ao mesmo tempo em que ajudamos empresas a serem mais assertivas em suas campanhas online, viabilizamos a inclusão de novos consumidores no mercado. A evolução das plataformas digitais pede uma nova abordagem no tratamento de dados, garantindo privacidade e ao mesmo tempo um olhar individual. Permitindo um melhor direcionamento da mensagem correta para o público correto, e uma melhor experiência de consumo”, comenta Pasqualin.