You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Universidades correm contra o tempo para migrar do ensino presencial para o online

Universidades correm contra o tempo para migrar do ensino presencial para o online

A pandemia do novo coronavírus está forçando as instituições de ensino no Brasil a otimizar seus modelos de aprendizagem e a adotar ferramentas tecnológicas rapidamente, para garantir a continuidade das aulas, desta vez na internet. Nessa corrida contra o tempo, levam vantagens as instituições que já iniciadas no mundo da educação a distância. Afinal, não é uma tarefa simples migrar centenas - e às vezes milhares - de estudantes do ensino presencial para o ambiente virtual de aprendizagem em questão de semanas.

A combinação entre planejamento e investimentos em tecnologia fizeram com que a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), com oito campi no país, por exemplo, pudesse manter o calendário pedagógico de mais de 11 mil alunos a distância, com ajuda do Canvas, a plataforma de ensino a distância mais inovadora do mundo, de forma rápida.

O processo de transição de ensino teve início no segundo semestre de 2019, quando o Canvas começou a ser utilizado em uma experiência piloto com os alunos ingressantes nos cursos EaD. Nesta etapa, a instituição testou a adaptação e a aceitação dos estudantes e professores às novas ferramentas para fazer, em janeiro deste ano, a virada definitiva tanto para os cursos a distância como também os presenciais.

No mês seguinte, a ESPM se dedicou a divulgar o Canvas e ampliar a adoção entre os docentes por meio de treinamentos presenciais e também por aulas gravadas pela equipe liderada pela learning technology analyst da universidade, Daniele Kretli Silva. No total, 600 professores foram capacitados para utilizar a plataforma de maneira avançada, com aplicação de provas, aulas, recebimentos de trabalhos e muito mais.

Jornada para o digital

A universidade faz um trabalho constante de jornada para o digital, por meio da união de seu Núcleo de Inovação Pedagógica da ESPM e do departamento de Tecnologias de Ensino e Aprendizagem, do qual Daniele faz parte. Nesse processo, a equipe transforma metodologias analógicas em digitais, preparando os professores para utilizá-las em sala de aula.

Para ela, o sucesso de adaptação ao ensino a distância em um momento tão delicado se deve ao trabalho contínuo de capacitação e à usabilidade da plataforma. Porém, não nega que a experiência deu frio na barriga. “Para nós, um dos maiores ganhos com o Canvas foi seu fluxo de uso intuitivo”, aponta. “Muitos professores já estavam preparados para adotar novas tecnologias e precisaram de ajuda somente no pontapé inicial. Notamos que muitos deles conseguem explorar os recursos do Canvas por conta própria”.

Dentro da plataforma, os docentes marcam aulas diárias via conferências no Zoom, agendam entregas de trabalhos, disponibilizam materiais para estudo, aplicam provas, tiram dúvidas, informam notas, orientam projetos e outras atividades no Canvas, concentrando e organizando as tarefas educacionais em um único lugar.

O resultado do investimento em tecnologia da ESPM deu bons frutos em meio às dificuldades da pandemia. Apenas na primeira semana a distância, de 23 a 28 de março, foram realizadas 3711 atividades pela plataforma - 2448 aulas e 986 orientações e reuniões pertinentes a cada um dos cursos de graduação e pós-graduação, lato (MBAs, Masters e Educação Continuada) e stricto sensu (mestrados e doutorados).

“O Canvas, como plataforma extremamente intuitiva e auto escalável, tem a missão de ajudar os clientes a minimizar o impacto dessa transição e fazer com que o ensino e a aprendizagem continuem normalmente”, explica o diretor regional da Instructure na América Latina, Mario Thurler.

Aprovação dos alunos

Experts em utilizar os mais diversos aplicativos para organizar a rotina e manter contato com amigos, os alunos têm se adaptado bem à nova realidade. Para a estudante do oitavo semestre de Ciências Sociais e do Consumo na ESPM, Pietra Dal Colleto Ferreira Gomes, o Canvas é mais completo e simples de se adaptar aos recursos do que o Blackboard, usado anteriormente.

“Quando nos informaram sobre as aulas EaD, a primeira coisa que pensamos foi que a plataforma talvez não desse conta de tantos alunos, mas está dando tudo muito certo”, disse. “A impressão que tive foi que meus professores usavam o Canvas há bastante tempo, porque já estavam familiarizados com seus recursos”.

Para acompanhar comunicados, mensagens dos professores e outros detalhes, Pietra fez o download do aplicativo do Canvas e está explorando-o no smartphone. Suas aulas, debates e provas estão acontecendo na plataforma, inclusive suas reuniões de orientação de TCC.

Top stories in your inbox!