UX: confira a experiência de uma especialista brasileira no Japão

Flavia Ciaccia participou de mais uma edição da série ‘Politalks’

Como uma pessoa em um país com idioma e cultura completamente diferentes dos de origem que consegue ter uma boa experiência de usuário em vários ambientes? Flavia Ciaccia, UX researcher na Embraer, aproveitou uma viagem ao Japão para desenvolver sua apresentação “UX na vida real”, em mais um evento da série Politalks, no último dia 29 de outubro. A sede do Copa Network, mais uma vez, abriu as portas para o evento, e o vídeo com a conferência pode ser conferido abaixo, na íntegra.

O conceito de User Experience - UX pode parecer novo para muita gente, mas já é realidade desde 1990, quando foi criado por Don Norman, então vice-presidente de tecnologias avançadas da Apple.

“Eu inventei o termo porque eu achava que interface homem máquina e usabilidade eram muito estreitos: eu queria cobrir todos os aspectos da experiência da pessoa como um sistema, incluindo design industrial, gráficos, a interface, a interação física e manual”, contou Norman, em frase destacada por Flavia no evento. Professor de computação, ele se tornou guru da engenharia da usabilidade.

“Hoje a gente sabe que user experience é muito mais abrangente do que quando Norman conceituou esse tema, e abrange outras disciplinas, mas engloba a ideia de ter o ser humano em contexto e contemplando toda a experiência de uso”, destaca. Foi por isso que ela contou sobre a viagem ao Japão, que considerou “uma experiência muito rica em todos os sentidos”.

Flavia pontuou três lições que aprendeu com as empresas japonesas sobre como encantar os consumidores: o poder da empatia; a tecnologia como um meio para proporcionar melhores experiências e a atenção aos detalhes. Tudo isso aplicado em situações, muitas delas curiosas, vividas no país asiático.

“Trago essas três lições sobre UX na vida real. O primeiro deles é o poder da empatia, ou seja, nos livrarmos um pouco de nossos pressupostos e estarmos mais abertos a visão de mundo do próximo. Só assim, a gente consegue entregar soluções que sejam mais adequadas para o público no qual estamos desenvolvendo um produto ou serviço”, pontua a especialista.

“A tecnologia como um meio para uma experiência maior: a gente vê um mundo de Big Data, de várias tecnologias acontecendo por aí, e é importante a gente usar tudo isso, mas em prol de uma experiência, em prol de trazer alguma coisa diferente e de valor para nossos usuários”, destaca. E “a atenção aos detalhes porque o UX é o que vai fazer a diferença entre você experimentar um produto uma única vez e ser usuário fiel dele, e que às vezes você nem vai notar a diferença, mas esse é o grau de sofisticação do UX: ele vem quando você nem percebe que existe”, completa.

Politalks
A série de eventos gratuitos ‘Politalks’ é organizada pelo Polinize em espaços dedicados à inovação. A próxima edição acontece dia 26 de novembro, às 18h. Vamos receber Flávia Ciaccia, que vai falar sobre o desenvolvimento de produtos digitais. O evento acontece na sede do Copa, na capital paulista (Avenida Faria Lima, 4440, São Paulo), das 18h às 19h. Inscreva-se já! É grátis! Mais informações aqui.

Equipe Polinize

Published a year ago