País representa a segunda maior base de usuários do aplicativo de mensagens, que opera em conformidade com o LGDP e o GDPR

Lançado em fevereiro no Brasil, o aplicativo de mensagens Wafer Messenger anunciou que ultrapassou a marca de 300 mil downloads em dispositivos móveis em seu primeiro semestre de operação no País. O número representa a segunda maior base de usuários do app no mundo, atrás apenas da índia, onde ficam um dos escritórios da empresa de Luxemburgo.

A aceitação no Brasil não é confirmada apenas nas estatísticas. De acordo com o co-fundador e CEO de Wafer, Simone La Torre, o retorno de alguns usuários também é encorajador. “Ao longo desses seis meses recebemos muitos e-mails de brasileiros trazendo um feedback positivo. Isso confirma que a população tem, em geral, uma mente muito aberta, são comunicadores natos e estão dispostos a experimentar novas tecnologias”, afirma.

Uma característica do Wafer Messenger que vem agradando bastante os Brasileiros são os recursos de “criatividade infinita”, um dos pilares da empresa. Isso porque o app permite que os usuários criem mensagens impossíveis de serem replicadas em qualquer outra plataforma móvel, oferecendo a oportunidade de combinar até seis tipos de mídia (texto, desenhos, stickers, áudio, fotos e vídeo) em uma única mensagem.

“Por mais que não tenhamos como saber ao certo o tipo das mensagens enviadas no Brasil porque não estamos espionando nossos usuários e não temos como controlar o tipo de mensagens enviadas, podemos deduzir graças à nossa carga de servidores e ao consumo de dados que os brasileiros são os usuários mais ativos na criação de mensagens em várias camadas e no envio de adesivos”, aponta La Torre.

Outra característica única de Wafer Messenger é a possibilidade de enviar mensagens para todos os contatos, até mesmo para os que ainda não estão no aplicativo. Se o destinatário não tem Wafer baixado, o aplicativo criará um link seguro para ser enviado por SMS, e-mail ou qualquer outro aplicativo de conversas. Assim que a pessoa contatada clicar no link, ambos podem conversar. Ainda, a qualidade de voz da plataforma é dez vezes melhor do que outros aplicativos de mensagem, seja em mensagens de áudio ou em ligações.

Privacidade

O Wafer Messenger também possui como outro pilar “privacidade absoluta”. O aplicativo opera em conformidade com o GDPR, o Regulamento Geral de Proteção de Dados, da União Europeia, em vigor desde maio, e com sua versão brasileira, a LGDP, e a Lei Geral de Proteção de Dados.

Na prática, isso significa que não há mineração de dados, e uma mensagem enviada por Wafer é excluída dos servidores da empresa. O controle dos usuários não para por aí. Se quiserem excluir sua conta, podem fazê-lo instantaneamente. "Acreditamos que um aplicativo não deve brincar com os dados do usuário, manipulando-os para qualquer tipo de ganho. Se um usuário optar por não usar mais o app, ele pode encerrar sua conta e todos os dados associados são deletados”, garante La Torre.