Pesquisa mostrou que elas precisam provar muito mais que os colegas homens

Em um mercado ainda cheio de estigmas e marcado pela dominância masculina, o de tecnologia, as mulheres precisam provar que têm capacidade, enquanto os homens são avaliados com base em seus potenciais. A conclusão é de uma pesquisa realizada pela equipe do Web Summit, que ouviu palestrantes, investidores, empreendedores e participantes da conferência em Lisboa.

A pesquisa mostrou que 6 em cada 10 mulheres no mercado de tecnologia são mais pressionadas que os homens em posições semelhantes nas empresas, e precisam trabalhar mais para provar que podem estar ali. Além disso, quase um terço das mulheres ouvidas acreditam que recebem menos que colegas homens em cargos semelhantes.

Segundo o levantamento, 34% das pessoas acreditam que a participação feminina no mercado vem crescendo. Para 26%, isso não é uma realidade. Os outros 40% disseram não saber se essa é ou não uma tendência. Porém, as posições de liderança seguem sendo ocupadas por homens - só 17% das pessoas afirmaram que mulheres ganharam mais espaço nas posições de ponta.

Para metade das mulheres que participaram do levantamento, as empresas estão investindo seriamente para garantir a igualdade de gêneros no ambiente de trabalho. Mas só 16% acreditam que os governos também estão atuando neste sentido.