You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Automutilação é um sintoma que não pode ser ignorado

Automutilação é um sintoma que não pode ser ignorado

A automutilação costuma ser um sintoma de transtornos emocionais graves, como depressão, transtornos de personalidade e alimentar. Na maioria das vezes, quem comete automutilação não tem intenção de cometer suicídio, e sim de sentir a dor física ao invés da emocional, para se punir ou esperando se sentir melhor.

Geralmente, os sintomas vêm acompanhados de pensamentos agressivos que podem ser notados por quem está a sua volta, mas como os primeiros sinais, comumente, aparecem durante a adolescência, os pais podem deixar passar.

“Infelizmente, apesar dos locais que geralmente são acometidos pela automutilação serem acessíveis, a pessoa transtornada os cobre e tenta esconder, demonstrando que precisa de ajuda de outras formas, então deve-se ficar atento”, explica Madalena Feliciano, hipnoterapeuta.

A principal forma de tratamento é a psicoterapia, mas existem outras opções, como a hipnose. Todo o tratamento é terapêutico, transformando a dor que o leva a cometer a automutilação em algo diferente, que causa bem-estar.

“Cortar o problema pela raiz é a melhor opção, ressignificando traumas, acabando com o comportamento ansioso e fazendo com que o cliente pare de se sentir aliviado com a dor”, finaliza.

Madalena Feliciano

Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta

(11) 2737-1685 e 9 47706543

https://madalenafeliciano.com.br/

https://www.instagram.com/madalenafeliciano/

https://www.facebook.com/madalena.feliciano1

https://www.linkedin.com/in/madalenafeliciano/

madalena@ipcoaching.com.br

www.ipcoaching.com.br

www.outlierscareers.com.br

Rua Engenheiro Ranulfo Pinheiro Lima, nº 118, Ipiranga/SP.