Cinco dicas para criar uma cultura de dados em empresas de marketing

8 months ago

Por Ricardo Fornari, Country Manager da Stibo Systems no Brasil

Com a ascensão de novas formas de publicidade e vendas, as organizações de marketing precisam mais do que nunca buscar novas formas para entender e lidar com as informações e dados deixados pelos consumidores. A razão para isso é óbvia: os clientes estão com o poder de escolha nas mãos e eles nem sempre são muito leais às marcas.

À medida que os recursos e ferramentas digitais se tornam mais presentes, gerenciar as informações e antever as necessidades do público se torna mais complexo para as companhias. Por isso, para acompanhar os clientes, as empresas devem observar o surgimento de uma nova realidade cuja abordagem tem exigido cada vez mais uma postura orientada por dados.

Para criar uma equipe alinhada a essa nova perspectiva, no entanto, é fundamental ter atenção e investir em inovação, agregando conhecimento e soluções que elevem a inteligência interna das companhias a partir de análise e gestão assertiva. Para obter sucesso, é indicado seguir os seguintes passos:

1.   Eduque sua equipe - O marketing orientado por dados não deve ser uma visão aberta exclusivamente aos profissionais de ciência de dados. Pelo contrário: todos os colaboradores devem ter uma compreensão do significado do marketing orientado por dados e por que esse foco em insights e informações é tão importante. Compartilhar essa ideia é essencial para garantir que todos estejam trabalhando na mesma direção. Sendo assim, as organizações são aconselhadas a identificar quais são as habilidades a serem desenvolvidas com prioridade e a oferecer educação apropriada, se necessário. Como dica adicional, recomenda-se aproveitar o conhecimento dos especialistas já presentes na equipe para compartilhar os ensinamentos para os demais colaboradores.

2. Quebre as barreiras entre marketing e TI - Dentro das organizações de marketing, é comum encontrar perfis profissionais muito diferentes, com analistas de marketing, especialistas em marketing on-line, especialistas em experiência do usuário, designers e coordenadores de projetos, entre outros. Nesse sentido, focar mais em dados (e não exclusivamente na criação de conteúdo) pode ser uma mudança cultural abrupta para muitos membros da equipe de marketing.

Por isso, para tornar a criação de conteúdo mais orientada por dados, as companhias devem fornecer feedbacks sobre a performance de seus profissionais. Outro ponto essencial é que o departamento de inteligência de mercado forneça de antemão todas as tendências de mercado já a partir de dados e demandas do cliente. Além disso, é importante que os executivos de marketing (CMO - Chiefs Marketing Officers) tenham uma estreita cooperação com os departamentos de tecnologia para criar canais de geração, análise, monitoramento e uso inteligente de dados. A área de marketing deve criar estruturas que gerem informações confiáveis e, ao mesmo tempo, promover a transformação digital de suas empresas com uso de dados estratégicos.

3. Configure os indicadores de desempenho com base na jornada do cliente - Os indicadores de desempenho (KPIs) das ações de marketing devem ser definidos de acordo com os objetivos de negócios das companhias. Para o marketing orientado a dados, porém, é necessário que os KPIs reflitam, também, a jornada do cliente e os canais de relacionamento com consumidores. Com base no mapa de jornada do cliente, as companhias poderão definir KPIs detalhados para cada área de contato entre a marca e seus públicos, construindo uma visão de 360ᴼ sobre seus clientes. Os dados, nesse sentido, são as pegadas digitais deixadas pelos consumidores. Ao seguir essa trilha digital, os departamentos e organizações de marketing estarão, enfim, orientando-se por informações.

4. Empregue as ferramentas certas - O valor real do marketing orientado a dados surge quando as informações dos clientes podem ser relacionadas, fornecendo às empresas insights corretos e confiáveis. Nesse sentido, adotar um software de gerenciamento de dados que permita distribuir e verificar a qualidade das informações de seus clientes, agrupando e organizando as informações entre diversos domínios e plataformas, é um caminho essencial para que as organizações consigam analisar grandes quantidades de dados e de possíveis clientes com qualidade e dinamismo. Contar com uma solução com fontes de informações oportunas e confiáveis permitirá que a equipe de marketing tenha uma visão única do panorama geral, de forma estratégica.

5. Torne o gerenciamento de dados atraente e equilibrado – Ter áreas de marketing orientadas a dados está se tornando um mantra. Porém, para criar equipes bem-sucedidas nessa tarefa, as empresas devem entender como trabalhar e interpretar os dados. Explorar o valor comercial das informações requer a adoção de tecnologias capazes de otimizar a estrutura digital. O objetivo, afinal, é usar dados como base do trabalho, desde o planejamento de anúncios até a definição de produtos para serem disponibilizados nos estoques das lojas. Analisar, utilizar e transformar os dados em campanhas eficazes e mensuráveis ​​é um trabalho criativo que só pode ser feito com a ajuda de ferramentas de Gestão de Dados Mestres Multidomínio (MDM).

Carol Tiago

Published 8 months ago