You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Especialista alerta para consequências psicológicas em atletas durante a quarentena

Gilberto Gaertner, psicólogo campeão das Olimpíadas de 2016 com a Seleção Brasileira de Vôlei, fala sobre riscos e medidas que devem ser tomadas pelos atletas

Embora o isolamento social seja necessário para a diminuição de casos do novo coronavírus, esse período pode trazer algumas consequências à saúde mental, especialmente em atletas. Além da Organização Mundial da Saúde (OMS) disponibilizar cartilhas para ajudar no controle do estresse e da ansiedade, o Comitê Olímpico Brasileiro também lançou cartilhas para ajudar atletas a seguirem os treinos e cuidar da saúde mental.

O especialista em Psicologia do Esporte e professor do curso de Psicologia da Universidade Positivo, Gilberto Gaertner, lembra que todo o preparo físico e mental, rotina de treinos e outros aspectos são limitados no período de quarentena de um atleta. "Então, é muito importante dar um foco maior na saúde mental durante esse período”, afirma.

O professor, que atuou como psicólogo da Seleção Brasileira de Vôos nas Vitórias dos Mundiais de 2002 e 2003, alerta sobre o efeito que a quarentena e o isolamento social podem não ter no dia dos atletas. “O isolamento social pode ser prejudicial para a saúde mental de qualquer pessoa, porém, é especialmente prejudicial para os atletas. A perda de rotina de treinos, o contato com pessoas do meio e a participação de competições podem causar o desenvolvimento de transtornos psicológicos. Além disso, fatores como ganho de peso e consumo de bebidas alcoólicas também ganham mais espaço nesse período - o que é muito prejudicial para os atletas. Comenta.

Sobre a Universidade Positivo

A Universidade Positiva é referência no ensino superior como IES do estado do Paraná e uma marca de reconhecimento nacional. Com salas de aulas modernas, laboratórios com tecnologia de ponta, mais de 400 mil m² de área verde no campus, uma Universidade Positiva é reconhecida pela experiência educacional de mais de três décadas. Uma instituição conta com quatro unidades em Curitiba (PR) e uma em Londrina (PR) e mais de 70 polos da EAD no Brasil. Atualmente, oferece mais de 60 cursos de graduação, centenas de programas de especialização e MBA, sete programas de mestrado e doutorado, além de cursos de educação continuada, programas de extensão e parcerias internacionais para intercâmbios, cursos e visitas.Além disso, existem sete clínicas de atendimento gratuito na comunidade, que totalizam mais de 3.500m². Em 2019, uma Universidade Positiva foi selecionada entre 100 instituições mais bem colocadas no ranking mundial de sustentabilidade da UI GreenMetric. Mais informações em www.up.edu.br

Top stories in your inbox!