ISS lançará tracking de acesso durante a Exposec 2019

midiaria.com | 2 min read

Em parceria com a WDC Networks, a empresa irá apresentar o ISS SecurOS Smart, um produto 100% desenvolvido no Brasil, além de suas consagradas soluções para para monitoramento veicular e reconhecimento biométrico

Líder no desenvolvimento de sistemas de vigilância de segurança e vídeo analíticos, a ISS anuncia sua participação na Exposec 2019, para qual levará três soluções. O evento, que acontecerá no São Paulo Expo entre os dias 21 e 23 de maio, é o único que reúne as mais recentes tecnologias, produtos e serviços para o setor de segurança, além de atrair compradores de toda a cadeia produtiva, proporcionando o ambiente propício para a geração de negócios e networking. A ISS exibirá suas soluções no estande da WDC Networks, empresa líder na distribuição de soluções e tecnologias de alto valor agregado.

A grande novidade que a ISS levará à Exposec 2019 é o ISS SecurOS Smart, um produto 100% desenvolvido no Brasil. Fruto de uma joint venture com a iControl, o ISS SecurOS Smart é um tracking de acesso totalmente integrado, que possibilita o rastreamento em tempo real e sincronização com as imagens gravadas. “Trata-se de um solução modular, que dá a possibilidade de incorporar múltiplas autenticações, e com ela o usuário pode gerar relatórios para controle de informações de uma forma sem similares no mercado”, adianta Daniel Feitosa, diretor regional da ISS no Brasil.

Daniel Feitosa, diretor regional da ISS no Brasil: com o ISS SecurOS Smart, o usuário pode gerar relatórios para controle de informações de uma forma sem similares no mercado

Para o reconhecimento biométrico, a fabricante apresentará o ISS SecurOSTM FaceX, uma solução robusta desenvolvido para ambientes controlados e não controlados, internos e externos, que atua na captura e reconhecimento simultâneo de múltiplas faces. A aplicação permite a pesquisa inteligente (com busca avançada e geração de listas de acesso) e, também, conectividade de banco de dados, com importação e exportação ilimitada de detectores faciais e suporte SDK. A novidade desta versão é que ela vem com um custo mais acessível que o anterior, pois não haverá mais a cobrança pela licença da base de dados. Até a instalação do software é diferente. “Antigamente, um projeto custava, somente em licenças, cerca de US$ 60 mil. Com a atualização do software, esse valor caiu para US$ 15 mil e, dependendo do projeto, cai entre 15 e 20 vezes o valor anterior”, detalha Feitosa.

E, por fim, os visitantes também poderão conhecer o ISS SecurOSTM Auto, a consagrada solução para monitoramento veicular da ISS que permite, entre suas diversas funções, o reconhecimento de veículos e a leitura de placas em alta velocidade (até 250 km/h), pesquisa inteligente (com geração rápida de relatórios e conectividade de banco de dados) e facilidade de conexão com BD externo e integração com equipamentos e dispositivos terceiros, com suporte SDK. “Com os softwares analíticos, reconhecimento de placas (LPR) e o VMS (video management system) desenvolvidos pela ISS, o usuário pode combinar e reunir dados fundamentais para o controle de incidentes, ou mesmo alimentar um BIG DATA”, afirma Daniel Feitosa, diretor regional da ISS no Brasil.

Share twitter/ facebook/ copy link