You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

Pesquisa da Dynatrace com CIOs mostra que gerenciar a complexidade da Nuvem está além das habilidades humanas

Relatório indica que áreas de TI gastam 15% do tempo tentando classificar alertas de monitoramento

A Dynatrace, líder mundial em inteligência de software, anuncia as conclusões de sua pesquisa global e independente com cerca de 800 CIOs. O estudo destaca uma lacuna crescente entre os recursos de TI e as demandas de gerenciar a escala e complexidade crescentes dos ecossistemas de Nuvem corporativa. Os líderes de TI em todo o mundo estão preocupados com sua capacidade de dar suporte aos negócios de maneira eficaz, uma vez que as soluções tradicionais de monitoramento e as abordagens personalizadas afogam suas equipes em dados e alertas que oferecem mais perguntas do que respostas. O relatório global de 2020 “Principais desafios para os CIOs no caminho para a Nuvem autônoma orientada por Inteligência Artificial” está disponível para download aqui.

As respostas dadas pelos CIOs indicam que, em média, as áreas de operações de TI e Nuvem recebem aproximadamente 3.000 alertas por dia de suas ferramentas de monitoramento e gerenciamento. Com este volume tão alto de alertas, uma equipe média de TI gasta 15% de seu tempo tentando identificar quais alertas precisam ser considerados e quais são irrelevantes. Isso custa às organizações uma média de US$ 1,5 milhão em despesas gerais a cada ano. Como resultado, os CIOs estão cada vez mais buscando auxílio em Inteligência Artificial e automação, a fim de manter o controle e reduzir a disparidade entre os recursos restritos de TI e a crescente escala e complexidade da Nuvem corporativa.

As conclusões do relatório global incluem:

A TI está se afogando em dados

As ferramentas de monitoramento tradicionais não foram projetadas para lidar com o volume, a velocidade e a variedade de dados gerados por aplicações executadas em Nuvens corporativas dinâmicas e em escala Web. Essas ferramentas geralmente são isoladas e carecem de um contexto mais amplo dos eventos que ocorrem em todo o universo de tecnologia. Como resultado, elas bombardeiam as equipes de operações de TI e Nuvem com centenas, se não milhares, de alertas todos os dias. As áreas de TI estão se afogando em dados, pois melhorias incrementais nas ferramentas de monitoramento falham em fazer a diferença.

- Em média, as equipes de operações de TI e Nuvem recebem 2.973 alertas de suas ferramentas de monitoramento e gerenciamento a cada dia, um aumento de 19% nos últimos 12 meses;

- 70% dos CIOs dizem que suas organizações estão lutando para lidar com o número de alertas das ferramentas de monitoramento e gerenciamento;

- 75% das organizações dizem que a maioria dos alertas das ferramentas de monitoramento e gerenciamento são irrelevantes;

- Em média, apenas 26% dos alertas que as organizações recebem diariamente exigem uma ação.

Os sistemas existentes fornecem mais perguntas do que respostas

As ferramentas de monitoramento tradicionais apenas fornecem dados sobre uma seleção restrita de componentes de um conglomerado de tecnologias. Isso força as áreas de TI a integrar e correlacionar manualmente os alertas para filtrar duplicatas e falsos positivos antes de identificar, também manualmente, a causa-raiz dos problemas. Como resultado, a capacidade das áreas de TI em dar suporte aos negócios e aos clientes é bastante reduzida à medida que enfrentam mais perguntas do que respostas.

- Em média, as áreas de TI gastam 15% do tempo tentando identificar em quais alertas precisam se concentrar e quais são irrelevantes;

- O tempo que as áreas de TI gastam tentando identificar quais alertas precisam ser considerados custa às organizações, em média, US$ 1.530.000 por ano;

- O volume excessivo de alertas faz com que 70% das áreas de TI tenham problemas que poderiam ser evitados.

Inteligência Artificial precisa e viável fornece auxílio

As organizações precisam de uma abordagem radicalmente diferente – uma conduta de monitoramento baseada em respostas e centrada em Inteligência Artificial e automação, para acompanhar a transformação que ocorreu em seus ambientes de TI.

"Há vários anos, percebemos que a escala e a complexidade dos ambientes da Nuvem corporativa estariam além da capacidade das áreas de operações de TI e Nuvem de hoje", afirma Bernd Greifeneder, CTO e fundador da Dynatrace. “Percebemos que as ferramentas e abordagens tradicionais de monitoramento e as abordagens não chegariam perto de entender o volume, a velocidade e a variedade de alertas gerados hoje, e é por isso que reinventamos nossa plataforma para ser diferente de qualquer outra. A Plataforma de Inteligência de Software da Dynatrace® é única, com inúmeros módulos que aproveitam um modelo de dados comum com um mecanismo de Inteligência Artificial viável e preciso em seu núcleo. Diferente de outras soluções, que apenas fornecem mais dados, é essa combinação que permite ao Dynatrace fornecer respostas precisas e o contexto de que as organizações precisam para domar a complexidade da Nuvem e, finalmente, atingir o objetivo de ter operações em Nuvem autônoma orientadas por Inteligência Artificial”.

Sobre a pesquisa

O relatório é baseado em uma pesquisa global feita com 800 CIOs de empresas que possuem mais de 1.000 funcionários, conduzida pela Vanson Bourne e encomendada pela Dynatrace.

Top stories in your inbox!