You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Quais os mitos sobre hipnose?

Quais os mitos sobre hipnose?

A hipnose nada mais é que um estado de concentração e foco, onde o hipnoterapeuta atua como um guia e pode acessar o subconsciente do cliente com facilidade.

“Problemas que levariam anos para serem tratados com terapia convencional podem ser resolvidos em até 5 sessões de hipnose, afirma Madalena Feliciano, hipnoterapeuta.

Mas se a hipnose é tão boa, por que ainda existem tantos tabus ao redor dela?

Muitos ainda acreditam em informações errôneas sobre esse tipo de terapia, ou confundem a realidade com cenas de filmes.

A especialista conta quais os principais mitos que impedem a hipnose de ter um alcance maior na população e os desmistifica:

Hipnose é algo místico ou religioso!

Não! Hipnose é um fenômeno neurofisiológico legítimo, onde o funcionamento do cérebro possui características muito especiais. Tais características podem ser verificadas por alterações em eletroencefalograma no decorrer de todo estado hipnótico e visivelmente por manifestações não presentes em outros estados de consciência, como rigidez muscular completa (catalepsia), anestesia, hipermnésia (reforço da memória) e determinados tipos de alterações de percepção. A hipnoterapia usa as vantagens de trabalhar com o cérebro neste estado para ajudar as pessoas.

O Hipnologo vai dominar minha mente!

Não! Hipnose é uma parceria de confiança entre hipnólogo e sujeito, logo se o sujeito não quiser ser hipnotizado, não será. A hipnose não é o controle da mente do indivíduo. A função do hipnoterapeuta é apenas auxiliar a pessoa na solução de seu problema agindo como um guia. O cliente é quem decide o quão fundo irá, e qual a intensidade da terapia.

Tenho medo de não voltar do transe!

Não! Quando se entra em transe profundo, o máximo que pode acontecer caso o hipnoterapeuta pare de conversar com essa pessoa é ela cair no sono. Caso isso efetivamente ocorra, ela acordará em seu tempo natural, de acordo com suas necessidades fisiológicas. A hipnose não te prende a nenhum lugar assim como não leva a qualquer ambiente.

Vou confessar meus segredos sem querer!

Não! Uma pessoa hipnotizada não fará nada contra seus princípios morais (religião, família, valores, integridade física), isto é, se você não faria “consciente”, não fará hipnotizado.

Só quem é fraco pode ser hipnotizado!

Não! O oposto é o verdadeiro. Quanto maior a inteligência e mais forte for o autocontrole da pessoa, mais facilmente ela será hipnotizada. Isso porque entrar em um transe hipnótico requer concentração. Existem pessoas mais sugestionáveis e que entram mais facilmente em transe. Da mesma maneira, existem pessoas que não querem se sujeitar ao transe e à hipnose, portanto são mais resistentes. Porém, se a pessoa está disposta a melhorar algo em sua vida e resolver alguma dificuldade e sente confiança no processo, ela se envolve. Além disso, praticamos hipnose em vários momentos de nosso dia-a-dia: quando estamos concentrados e focados em algo sem prestar atenção no que ocorre à nossa volta: isso é um estado hipnótico.

Ficarei inconsciente quando estiver em transe!

Não! Durante a hipnose a pessoa continua se relacionando com o espaço e pessoas. É impossível realizar qualquer sugestão com a hipnose se a pessoa estiver insconsciente. Durante a sessão de hipnose precisa existir comunicação entre o cliente e o hipnoterapeuta para que haja mudança.

Eu nunca fui hipnotizado!

Não! Considerando que a hipnose ocorre na vida diária, todas as pessoas são hipnotizáveis em algum momento, em alguma situação em certas circunstâncias. Porém, existem pessoas que são naturalmente mais suscetíveis do que outras.Toda hipnose é autohipnose!

“Problemas como: autoestima, depressão, ansiedade, fobias, disfunções sexuais e vícios podem ser tratados com a hipnose, só é preciso que a pessoa confie nessa terapia”, finaliza Madalena.

Quais os mitos sobre hipnose?

Conheça os principais mitos que contam sobre a hipnose

A hipnose nada mais é que um estado de concentração e foco, onde o hipnoterapeuta atua como um guia e pode acessar o subconsciente do cliente com facilidade.

“Problemas que levariam anos para serem tratados com terapia convencional podem ser resolvidos em até 5 sessões de hipnose, afirma Madalena Feliciano, hipnoterapeuta.

Mas se a hipnose é tão boa, por que ainda existem tantos tabus ao redor dela?

Muitos ainda acreditam em informações errôneas sobre esse tipo de terapia, ou confundem a realidade com cenas de filmes.

A especialista conta quais os principais mitos que impedem a hipnose de ter um alcance maior na população e os desmistifica:

Hipnose é algo místico ou religioso!

Não! Hipnose é um fenômeno neurofisiológico legítimo, onde o funcionamento do cérebro possui características muito especiais. Tais características podem ser verificadas por alterações em eletroencefalograma no decorrer de todo estado hipnótico e visivelmente por manifestações não presentes em outros estados de consciência, como rigidez muscular completa (catalepsia), anestesia, hipermnésia (reforço da memória) e determinados tipos de alterações de percepção. A hipnoterapia usa as vantagens de trabalhar com o cérebro neste estado para ajudar as pessoas.

O Hipnologo vai dominar minha mente!

Não! Hipnose é uma parceria de confiança entre hipnólogo e sujeito, logo se o sujeito não quiser ser hipnotizado, não será. A hipnose não é o controle da mente do indivíduo. A função do hipnoterapeuta é apenas auxiliar a pessoa na solução de seu problema agindo como um guia. O cliente é quem decide o quão fundo irá, e qual a intensidade da terapia.

Tenho medo de não voltar do transe!

Não! Quando se entra em transe profundo, o máximo que pode acontecer caso o hipnoterapeuta pare de conversar com essa pessoa é ela cair no sono. Caso isso efetivamente ocorra, ela acordará em seu tempo natural, de acordo com suas necessidades fisiológicas. A hipnose não te prende a nenhum lugar assim como não leva a qualquer ambiente.

Vou confessar meus segredos sem querer!

Não! Uma pessoa hipnotizada não fará nada contra seus princípios morais (religião, família, valores, integridade física), isto é, se você não faria “consciente”, não fará hipnotizado.

Só quem é fraco pode ser hipnotizado!

Não! O oposto é o verdadeiro. Quanto maior a inteligência e mais forte for o autocontrole da pessoa, mais facilmente ela será hipnotizada. Isso porque entrar em um transe hipnótico requer concentração. Existem pessoas mais sugestionáveis e que entram mais facilmente em transe. Da mesma maneira, existem pessoas que não querem se sujeitar ao transe e à hipnose, portanto são mais resistentes. Porém, se a pessoa está disposta a melhorar algo em sua vida e resolver alguma dificuldade e sente confiança no processo, ela se envolve. Além disso, praticamos hipnose em vários momentos de nosso dia-a-dia: quando estamos concentrados e focados em algo sem prestar atenção no que ocorre à nossa volta: isso é um estado hipnótico.

Ficarei inconsciente quando estiver em transe!

Não! Durante a hipnose a pessoa continua se relacionando com o espaço e pessoas. É impossível realizar qualquer sugestão com a hipnose se a pessoa estiver insconsciente. Durante a sessão de hipnose precisa existir comunicação entre o cliente e o hipnoterapeuta para que haja mudança.

Eu nunca fui hipnotizado!

Não! Considerando que a hipnose ocorre na vida diária, todas as pessoas são hipnotizáveis em algum momento, em alguma situação em certas circunstâncias. Porém, existem pessoas que são naturalmente mais suscetíveis do que outras.Toda hipnose é autohipnose!

“Problemas como: autoestima, depressão, ansiedade, fobias, disfunções sexuais e vícios podem ser tratados com a hipnose, só é preciso que a pessoa confie nessa terapia”, finaliza Madalena.

Quais os mitos sobre hipnose?

Conheça os principais mitos que contam sobre a hipnose

A hipnose nada mais é que um estado de concentração e foco, onde o hipnoterapeuta atua como um guia e pode acessar o subconsciente do cliente com facilidade.

“Problemas que levariam anos para serem tratados com terapia convencional podem ser resolvidos em até 5 sessões de hipnose, afirma Madalena Feliciano, hipnoterapeuta.

Mas se a hipnose é tão boa, por que ainda existem tantos tabus ao redor dela?

Muitos ainda acreditam em informações errôneas sobre esse tipo de terapia, ou confundem a realidade com cenas de filmes.

A especialista conta quais os principais mitos que impedem a hipnose de ter um alcance maior na população e os desmistifica:

Hipnose é algo místico ou religioso!

Não! Hipnose é um fenômeno neurofisiológico legítimo, onde o funcionamento do cérebro possui características muito especiais. Tais características podem ser verificadas por alterações em eletroencefalograma no decorrer de todo estado hipnótico e visivelmente por manifestações não presentes em outros estados de consciência, como rigidez muscular completa (catalepsia), anestesia, hipermnésia (reforço da memória) e determinados tipos de alterações de percepção. A hipnoterapia usa as vantagens de trabalhar com o cérebro neste estado para ajudar as pessoas.

O Hipnologo vai dominar minha mente!

Não! Hipnose é uma parceria de confiança entre hipnólogo e sujeito, logo se o sujeito não quiser ser hipnotizado, não será. A hipnose não é o controle da mente do indivíduo. A função do hipnoterapeuta é apenas auxiliar a pessoa na solução de seu problema agindo como um guia. O cliente é quem decide o quão fundo irá, e qual a intensidade da terapia.

Tenho medo de não voltar do transe!

Não! Quando se entra em transe profundo, o máximo que pode acontecer caso o hipnoterapeuta pare de conversar com essa pessoa é ela cair no sono. Caso isso efetivamente ocorra, ela acordará em seu tempo natural, de acordo com suas necessidades fisiológicas. A hipnose não te prende a nenhum lugar assim como não leva a qualquer ambiente.

Vou confessar meus segredos sem querer!

Não! Uma pessoa hipnotizada não fará nada contra seus princípios morais (religião, família, valores, integridade física), isto é, se você não faria “consciente”, não fará hipnotizado.

Só quem é fraco pode ser hipnotizado!

Não! O oposto é o verdadeiro. Quanto maior a inteligência e mais forte for o autocontrole da pessoa, mais facilmente ela será hipnotizada. Isso porque entrar em um transe hipnótico requer concentração. Existem pessoas mais sugestionáveis e que entram mais facilmente em transe. Da mesma maneira, existem pessoas que não querem se sujeitar ao transe e à hipnose, portanto são mais resistentes. Porém, se a pessoa está disposta a melhorar algo em sua vida e resolver alguma dificuldade e sente confiança no processo, ela se envolve. Além disso, praticamos hipnose em vários momentos de nosso dia-a-dia: quando estamos concentrados e focados em algo sem prestar atenção no que ocorre à nossa volta: isso é um estado hipnótico.

Ficarei inconsciente quando estiver em transe!

Não! Durante a hipnose a pessoa continua se relacionando com o espaço e pessoas. É impossível realizar qualquer sugestão com a hipnose se a pessoa estiver insconsciente. Durante a sessão de hipnose precisa existir comunicação entre o cliente e o hipnoterapeuta para que haja mudança.

Eu nunca fui hipnotizado!

Não! Considerando que a hipnose ocorre na vida diária, todas as pessoas são hipnotizáveis em algum momento, em alguma situação em certas circunstâncias. Porém, existem pessoas que são naturalmente mais suscetíveis do que outras.Toda hipnose é autohipnose!

“Problemas como: autoestima, depressão, ansiedade, fobias, disfunções sexuais e vícios podem ser tratados com a hipnose, só é preciso que a pessoa confie nessa terapia”, finaliza Madalena.

Madalena Feliciano

Gestora de Carreira e Hipnoterapeuta

(11) 2737-1685 e 9 47706543

https://madalenafeliciano.com.br/

https://www.instagram.com/madalenafeliciano/

https://www.facebook.com/madalena.feliciano1

https://www.linkedin.com/in/madalenafeliciano/

madalena@ipcoaching.com.br

www.ipcoaching.com.br

www.outlierscareers.com.br

Rua Engenheiro Ranulfo Pinheiro Lima, nº 118, Ipiranga/SP.

Top stories in your inbox!