You've successfully subscribed to Polinize
Great! Next, complete checkout for full access to Polinize
Welcome back! You've successfully signed in
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.

UsuCampeão já ajudou mais de 50 mil famílias brasileiras a regularizarem seus imóveis

Startup de impacto social utiliza tecnologia e equipe profissional multidisciplinar para agilizar o processo de regularização fundiária urbana (REURB) no Brasil

Atualmente, 30 milhões de imóveis brasileiros se encontram em situação irregular, segundo dados do Ministério de Desenvolvimento. Isso significa que eles não têm escritura ou outro documento que comprove quem é o dono do local. Além do problema em si, esse déficit representa milhões de famílias que, muitas vezes sem saber, residem em um lugar que  não possui esse tipo de documentação ou, sequer, sabem quem é o dono. Pensando em ir ao encontro dessa dor, os empreendedores especializados no mercado imobiliário Eduardo Germano Pinto, Alexandre Romano, Bernardo Freitas Graciano e Heber Sultanum criaram a UsuCampeão, em 2018.

A startup democratiza o acesso de famílias e comunidades à regularização fundiária em todo o Brasil, ajudando na legalização da propriedade de seus imóveis. Com uma equipe de profissionais multidisciplinar e utilizando a tecnologia como alvo de mudança, a UsuCampeão agiliza o processo.  “Entregamos as certidões de regularização fundiária (CRF) de Salgueiro no interior de Pernambuco em 82 dias depois do contrato assinado com os moradores, ou seja, estabelecemos um record no prazo da regularização que normalmente demora entre 180 a 365 dias”, conta Eduardo Germano , CEO da startup.

Segundo Eduardo Germano, “A regularização fundiária urbana (REURB) afasta os moradores do domínio do crime organizado, reduz a tendência de crescimento desordenado, combate a sonegação fiscal e as agressões ao meio ambiente. As famílias passam a ter segurança jurídica na compra e na venda do imóvel com transferência em cartório e acesso a linhas de financiamento e melhoramento habitacional.”

A Regularização Fundiária Urbana (REURB) é o processo que inclui medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais, com a finalidade de integrar assentamentos irregulares ao contexto legal das cidades. A UsuCampeão oferece serviços de REURB, previstas na lei 13465/2017, para regulamentar a propriedade dos imóveis em núcleos urbanos. Acionada pelo poder público ou por moradores, a empresa vai presencialmente até os locais e atua para que tudo seja regulamentado, inclusive no campo ambiental.

“Somos um time com mais de 250 pessoas composto por engenheiros, advogados, geógrafos, topógrafos, biólogos, entre outros profissionais, que acreditam na força da moradia como instrumento de transformação social”, conta Eduardo Germano, CEO da empresa.

A empresa leva sua equipe de atendimento até os bairros mapeados para trabalhar caso por caso com os representantes das secretarias e membros das comunidades, e não mede esforços para que todas as partes sejam atendidas. Além disso, a UsuCampeão concentra em seus meios logísticos desde um avião para georeferenciamento até parceiros revendedores em todo o país. Também possui aplicativo próprio para levar atendimento remoto aos clientes.

“Queremos reduzir as desigualdades decorrentes da ocupação irregular do solo”, explica Germano. As tecnologias da startup, pautadas em Inteligência Artificial e georreferenciamento, levam rapidez para quem precisa. Dentro da parte financeira a UsuCampeão também tem sua fintech UsuCrédito, que possibilita o pagamento do serviço de regularização em até 30 vezes.

A empresa usa todos os seus recursos para levar uma experiência 360º para os aproximadamente 120 milhões de brasileiros vivendo em imóveis irregulares. “Isso é metade do país, ou seja, “quase um segundo PIB” que queremos atingir com nossos serviços. O processo de regularização se concentra todo conosco, da abertura do processo até a entrega da tão sonhada escritura. Temos em estoque 80.000 Mapas Básicos de imóveis para iniciarmos as vendas e capacidade de entregar cerca de 6.500 títulos de imóveis por mês”, finaliza Germano.

Top stories in your inbox!