Stefanini promove engajamento de mulheres na TI

7 months ago

A Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, conhecida como ONU Mulheres, definiu como tema do Dia Internacional da Mulher deste ano, celebrado em 8 de março, o mote "Pensemos em Igualdade, Construção com Inteligência e Inovação para a Mudança". A nota da entidade acrescenta ainda que "a inovação e a tecnologia trazem oportunidades sem precedentes. No entanto, as tendências atuais indicam que as lacunas digitais estão se ampliando e que as mulheres estão representadas de maneira insuficiente nos campos da ciência, tecnologia, engenharia, matemática e design”.

É também o que pensa a Stefanini, uma das mais importantes provedoras globais de soluções de negócios baseadas em tecnologia. Diante deste fato, a multinacional brasileira tem realizado um trabalho constante e efetivo para transformar esse cenário estimulando a conquista de um espaçocada vez maior para as mulheres no mercado de tecnologia.

Não apenas para incluir a mulher, a Stefanini também trabalha fortemente na questão da diversidadepara aumentar de maneira significativa o número de pessoas no universo da Tecnologia da Informação. Para tanto, promove a discussão de novas ideias dentro da organização; além de realizar parcerias tanto nas Universidades e em escolas de ensino médio, quanto com startups de tecnologia. A companhia mantém também a realização periódica de hackathons (maratonas de inovação), que têm sido um grande aliado na capacitação de profissionais de tecnologia como forma de agregar conceitos e práticas que envolvem a Transformação Digital.

Estabelecer o equilíbrio entre homens e mulheres em cargos de chefia é outro passo importante para gerar oportunidades que qualifiquem os profissionais, independente de gênero. É preciso incentivar a diversidade de pensamento, de cultura, de perfil, e conciliar a experiência de todos os envolvidos, consolidado em um ecossistema em que todos ganham e revertam em êxito. É isso que a Stefanini tem como diretriz.

“Considero muito relevante buscarmos a diversidade dentro da companhia. Trabalho com equipes e vejo que em grupos de alta performance, ter perfis diferentes, que se complementam, só agrega e os resultados aparecem naturalmente.  Incentivamos muito essa troca de experiências. Precisamos ter diversidade na liderança para que as mulheres também conquistem um espaço cada vez maior nas empresas”, defende Monica Herrero, CEO da Stefanini Brasil, que assumiu o cargo em 2012.

Na Stefanini, esse tema recebe atenção contínua. Hoje, a multinacional conta com mais de 12 mil colaboradores no Brasil, dos quais mais de 4.700 são mulheres, tendo 410 colaboradoras em posição de liderança.

Neste cenário cada vez mais dinâmico e conectado, as mulheres têm conquistado oportunidades interessantes em áreas que ainda são majoritariamente masculinas, como é o caso do setor de tecnologia.  “Nosso desafio é ampliar a participação feminina para que tenhamos cada vez mais ambientes diversos e integrados. Acreditamos que a transformação digital está diretamente relacionada à mudança de mindset, que contemple a diversidade. Pessoas diferentes agregam novos olhares, promovem a discussão e uma forma mais aberta, gerando modelos de negócios disruptivos e que se complementam”, finaliza Monica Herrero.

Vera Aranha

Published 7 months ago